Skip to content

Fotografia & Artes Visuais-

críticas & comentários

Monthly Archives: Outubro 2011

Quando a arte chega ao cemitério

Artigo de opinião:

Com o objetivo de decorar os muros do cemitério São Pedro ( localizado na avenida Juscelino Kubitschek), antes pintados de branco, grafiteiros da região foram convidados a criar sua arte no 2º encontro de grafite de Londrina. Com imagens como de gatos com asas e robôs, o grafite alegrou a paisagem das ruas em torno do São Pedro.

Além da função decorativa, essa arte também previne pichações e vandalismos nos muros. Segundo a reportagem, moradores das localidades e pessoas que transitam por ali aprovaram o projeto e agradeceram aos artistas por enfeitar o cemitério.

Creio que a iniciativa é também um incentivo à arte em todas as suas formas, mesmo que o grafite não seja apreciado por alguns. Por enquanto, todas as críticas foram positivas. Apesar de todas as suas vantagens, o projeto foi de baixo custo para a prefeitura, e um passo (embora pequeno) para a melhoria de nossa cidade.

Grafite na galeria

Artigo de opinião:

Após serem presos e terem de refazer a pintura de um muro que graffitaram sem permissão, Huggo e Carão, grafiteiros, formaram um grupo de grafite, o Capstyle, e agora expõem em espaço cultural. Utilizam telas, placas de madeira, shapes de skate e até discos de vinil.

Eles são um exemplo de como o grafite pode sair das ruas e entrar nas galerias, juntamente com outras formas de arte mais reconhecidas. O grafite é muito comumente confundido com a pichação. São sim, parecidos, mas o grafite é o lado mais artístico, e a pichação é um ato de vandalismo. Mas, ao contrário de cidades como São Paulo, Porto Alegre e Curitiba, Londrina não investe no grafite. Para os artistas, só basta uma autorização, embora sintam pouco apoio público. “Londrina não é uma cidade pequena, mas tem uma mente pequena.”, diz um dos artistas.

O grafite pode ser usado como uma arma contra as pichações e é uma forma de incentivo às artes. Cabe à prefeitura saber como usá-lo.

Museu de Arte de Londrina expõe obras do acervo permanente

Artigo de opinião:

Foram expostas 22 pinturas e três esculturas de artistas londrinenses de diversas expressões artísticas. O objetivo é levar à comunidade mais informação sobre arte. São obras pertencente ao grupo de 350 obras do acervo permanente do Museu de Arte de Lonrina.

É uma iniciativa importatante também no sentido de divulgar a arte de artistas de Lonrina. Desde fevereiro de 2010 foi disponibilizado um acervo de publicações especializadas em artes plásticas. Mesmo faltando investimentos em arte, acaba sendo

Museu de Arte de Londrina oferece curso de desenho

Artigo de Opinião:

O curso, aberto à população é uma forma de incentivar o envolvimento do londrinense no universo da arte. Não é formar artistas, mas desenvolver uma sensibilidade e uma expressão individual. Iniciativas assim mostram que o Museu não é apenas passivo, mas também oferece atividades de interação com a população, e contribuíndo para com o interesse geral pela arte.

Anúncios